sábado, 2 de junho de 2007

53

Estréia na cidade!
São os novos cinemas do shopping Vitória!
Vertigem!
Foi o que senti ao entrar
no saguão do complexo.
Piratas do Caribe!
Foi o filme que assisti.
Perplexo! Foi como fiquei durante as
Cenas de ação e as cenas de loucura
Estreladas pelo incontestável Johnny Depp.
Imagine um navio navegando por sobre um
Deserto branco de gelo, carregado por milhares
De Caranguejos também brancos...
Uma viagem cortada pela luz!
Ou melhor, pela ausência da mesma.
Sim, faltou luz durante a exibição
10 minutos passados, a luz voltou e o filme
bom, o filme voltou, mas 10 minutos à frente.
Mas foi aí que eu percebi que estava sozinho
No cinema, diante de uma tela gigante e apagada
De um som digital e mudo
Diante de uma organização internacional e exagerada
Diante de uma pipoca absurdamente cara
Encontrei um casal no corredor
Eles me disseram que compraram a
Pipoca e o refrigerante grande para dois ---- 19,50
Pagaram inteiras os dois na entrada ---- 30,00
Na saída iriam pagar o estacionamento ---- 3,50
53 reais gastaram em uma simples diversão
um cineminha agora está perigoso.
Uma saída é comprar antes chocolates na Americanas
Até porque um MeMs que custa em média 1,80 lá estava ---- 4,50
Ou você pode comprar um pacote de 12 pães de queijo
Na Real café, por 3,00 reais. Porque saguão grandão estava ---- 4,50
Cuidado, não pode entrar com latinhas.
Acho que em termos de qualidade técnica de exibição
Há um empate entre os novos Cinemark e o Kinoplex
Mas o ponto positivo são os novos horários
As exibições começam às 11h da manhã e vão até as 11h40 da noite.
Facilitou a vida de quem trabalha das 16h às 22h como eu.
Mas quanto aos preços, há maneiras e dias mais baratos
De comprar o ingresso, vale uma pesquisa.

11 comentários:

JOANNES LEMOS disse...

Pois é meu amigo, uns dizem que 'Cinema é a maior diversão', mas só esquecem que é a maior diversão para poucos. Me envergonhei quando lí num jornal ano passado que o brasileiro vai ao cinema em média 0,7 vezes por ANO. É claro que isso é só uma média. Pode ser mais, mas também pode ser menos. E eu que vou em média 8 vezes ao mês. Mas não sai barato. A qualidade técnica das salas estão aumentando, e os preços dos ingressos, pelo visto, idem.

Grazielly disse...

Caraca!! Realmente tá caro mesmo... coitado do cara q tiver q pagar tudo! Nos tempos de hj não custa nada dividir... mas q um cineminha é bom de vez em qdo é sim... há outros q é melhor esperar sair na locadora, assim podemos ver em ksa tranquilos, comer o q quiser e pausar o filme de vez em qdo, caso for ao banheiro!! rsrsrsrs
bjus

Julia Pedreira disse...

esse era meu medo !!! ainda nao fui lá assinar minha falência... afinal...com menos de 10 conto dá pra dar horas gargalhadas com os amigos num buteco :p

Douglas disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Douglas disse...

Infelizmente como já dito pelo Joannes,ir ao cinema não é um hábito popular, as pessoas acabam vendo o cinema como um passeio especial,fora do comum.O cinema não é tão caro, o ir ao shopping que é. Nós poderiamos reduzir esse valor pra 7,50 se eles fossem estudantes, tivessem ido de onibus e não precisassem comer durante o filme...
Shopping center é comercial,Cinemark é comercial,Hollywood é comercial,Johnny Depp é comercial, pipoca é comercial. Não quer gastar?
Ontem eu fui ao cinema, assisti um filme italiano lindo chamado: 'rosso comme il cielo',paguei 7,00 pela entrada e 2,00 pela água...Gastei 9,00.
Barato né?
Eu fui ao CINEMA,não às compras.

markin® disse...

O Caviar é para a elite, STF é par aa elite, carros importados são para a elite, cds, dvds e livros são para a elite e o cinema é também para elite!

Não somente em Vitória o preço do ingresso da sala de cinema é cara. Em BH também. Sem contar as comidinhas, bebidinhas e as balinhas, ir ao cinema, pelo menos uma vez por semana, por mês fica R$64,00. Talvez seja por isso que as locadoras tipo "blockbuster" pipocam pela cidade. Tornou-se mais barato (questionável o valor do aluguel) assistir filmes. Perde-se o encando de ter diante de si uma tela monumental e um som transportador. Tudo pelo dinheiro, tudo pela elite.

Grande abraço.
Markin

Larissa Queiroz Bello disse...

Muito bom o texto, Luppi!!
R$53,00!!! Que absurdo!! E ainda por cima querem discutir sobre a meia entrada!! Pode isso?! De que adianta um sistema tão luxuoso para ninguém usufruir? Isso é Brasil!! Os preços do cinema, dos livros, dos CD's... tudo está no mesmo nível de Europa e EUA, mas isso é Brasil!!! Salário mínimo de R$350,00!!! Será que os empresários ainda não perceberam isso?!

Lua disse...

é por isso que prefiro:
- pegar um filme na locadora da minha amiga (gratis)
- pipoca de panela (1,50, no maximo)
- refri 600 ml (2,25)
- edredon (ja foi pago)
- au au (tambem)
- minha cama quentinha, a vontade, sem ninguem para conversar durante o filme (nao tem preço, mas é bom porque eu também na pago nada por isso)

ps: esse padronisado esta meio fora do padrão, nao? :)

lugar bom esse..

renata* disse...

Ok! Cinema no Brasil é caro? é também concordo, mas no exterior é caro também. Ir a um Cinemark lá fora é tão absurdo quanto aqui! A pipoca é cara, o refrigerante é caro, bom e o ingresso, sem comentários! Mas o que acontece em outros países é que as pessoas são tão apaixonadas pela sétima arte que fazem fila para assistir ao bom filme em pleno domingo às 11 da manhã, eles são mais ricos que nós?...?? não, talvez só mais sensatos..na Europa ninguém gasta horrores para ir ao cinema pq eles não são consumistas como nós ao ponto de comprar quilos de doces para assistir a um filme.Talvez então o que falte no Brasil seja um pouquinho mais do "jeitinho europeu de ser".

Anônimo disse...

Blza! depois vcs reclamam que cinema no brasil n dá dinheiro! Cinema é caro em qualquer lugar do mundo! e coitado dos empresarios que baixarem os preços dos ingressos...
Sabe quanto eu paguei num ingresso em paris? 10 euros! converte a moeda e veja se o cinema no brasil não é uma oferta!

Gabriela Iscariotes disse...

Pior que uma vez eu li uma reportagem onde os donos de cinema especulavam porque as salas andavam atraindo cada vez menos gente. Colocaram mil motivos na pauta (até disseram que "esse ano não tem nenhum filme de peso pra atrair multidões", mas ninguém tocou no assunto "preço do ingresso". Porque será, hein?!