quinta-feira, 29 de maio de 2008

Capixaba fechando a conta de bar

É sempre a mesma ladainha. Alguém que está com sono, bem na hora que o papo está bombando, ao invés de dormir na mesa do bar (como eu faço), ou retirar a sua já insignificância, inicia uma enjoada e crescente reclamação de querer fechar a conta.

Eis que a conta chega.

Sempre tem alguém, que logo pega a conta na mão e começa um estranho e maníaco modo de dividir a mesma. É assustador! Não necessariamente é a mesma pessoa que estava com sono. Mas necessariamente é a mesma pessoa que fez isso em uma outra vez.

O ser, inconvenientemente, da inicio a uma contagem, uma soma e subtração de tudo que foi comprado e o que cada um, um por um, comeu.

Eles alegam que os bares colocam coisas a mais. Também falam que não bebem cerveja ou que não comeram daquele ou daquele outro petisco e fazem questão de somar separado.

Mas Marcos, porquê eles estariam errados?

Ora, pois neste ato, eles inibem as pessoas que não tem dinheiro na mesa, que foram convidadas, ou mesmo que estavam a fim de se divertir mesmo sem grana. Eles são desagradáveis, pois a conversa estava ótima e já estaríamos todos loucos, indispostos a fazer cálculos e somos obrigados a estarmos ali, naquela usurês. Eles são insensíveis, ignorantes e chatos, não percebem que a mesa não está disposta a passar por isso.

E eu acho que eles, na verdade, são extremamente usuras. Pois eles não foram lá para fazer uma economia numa alimentação diária, mas sim fazer uma diversão em grupo.

Com isso, a conta ao invés de ficar mais em conta e igual para todos, numa simples conta de dividir pelo número de pessoas, a conta fica exorbitante para alguns e barata para outros.

Não gosto da transformação do clima que acontece, quando esses capixabas fazem isso. Eles contam até os centavos!

Em grande parte das vezes, a pessoa que faz esse tipo de divisão constrangedora, é um ser com dinheiro. Um ser que seria o de maior condição financeira da mesa. Mas acho que não está ligado a ter dinheiro, mas a estar emergindo na aristocracia. São emergentes do capitalismo, mesmo ainda pobres, que fazem isso. E exatamente por isso, estão emergindo, porque acumulam mais que a maioria.

Quase sempre, o mais pobre em grana é o mais rico em generosidade. Não quero um altruísmo ao pé da letra, mas um pouco menos de chatice. É literalmente um porre ter esses chatos na mesa na hora de pagar a conta.

E olha, dizem por aí, que essa é uma característica forte dos capixabas. Combina muito bem com a gente. Dizemos que somos o tempo todo, na hora de ser, não somos nada. Não que isso seja errado, mas às vezes, é chato. E chatos não tem perdão!

Viva a divisão por igual da conta do bar!

Não quero que quem gasta menos, se f..., quero que pare de criar problemas.

Afinal, se não paga pela cerveja, paga pelo momento (que a cerveja possibilitou)!

5 comentários:

Walter Pena disse...

Taí!
Concordo!
Também penso ser por demais constrangedor o momento final de uma saída a um barzinho.
Esquece-se do ambiente, da diversão, do lazer proporcionado por se estar ali com aquelas pessoas e limita-se aos valores monetários do que cada qual de fato consumiu.
Não faltam "esse tira-gosto não fui eu quem pediu" ou "a tua parte é tanto, a do fulano é X e o do ciclano é Y".
A minha parte?!
=P

É, amigo Luppi...
[]'s

Fernando disse...

Luppi...
ótima observação!!! Abaixo a hipocrisia!!!!
parabéns pelo post

juliapedreira disse...

caraiu, taí uma parada que me irrita! !! odeio contar centavos em mesa de bar...acho que quem não quer problema, que abra uma conta separada, assim não enche o saco depois...

Grazielly disse...

ahahaha muito legal! Eu tenho amigos(as) que fazem isso tb. Só pq não bebem não querem pagar a cerveja tb, acho justo, mas acho um saco ter q dividir a conta separada pra cada um. Agora não concordo que os mais ricos queiram fazer isso, geralmente quem faz é pq não tem dinheiro. E tb geralmente são mulheres. Homens dividem tudo e pronto! bom, pelo menos eu vejo isso. ahhahaha
bjus

Leonardo ViSo disse...

hahhahahahhahahah
a proxima vez q te ver na Lama, vou me sentar na mesa e pedir de tudo!!! e ai de vc se reclamar!!!