sábado, 29 de dezembro de 2007

Abrigo

A tristeza vem
sentado no banco
do ônibus a tarde
e a noite no trem

coisas de moleque é correr pelas ruas descalço
pulando bem alto, apertando a campainha
fugindo da tia, fingindo a mania, chorando escondido
no edredom da vizinha

Eu só queria um pouco de carinho
mas sem motivos, não vi o caminho
tropecei no meio fio
caí na calçada da avenida

agora eu desisto
fecho os olhos
durmo
no mesmo tom do mendigo
amigo
abrigo

2 comentários:

Maria disse...

Nao comece o ano depre, markinhos, pq vim aqui pra te desejar um bom ano novo... :)

CresceNet disse...

Gostei muito desse post e seu blog é muito interessante, vou passar por aqui sempre =) Depois dá uma passada lá no meu site, que é sobre o CresceNet, espero que goste. O endereço dele é http://www.provedorcrescenet.com . Um abraço.