quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Chupei...

... um picolé que estava, por azar, congelado. O mordi. Só de raiva.
Entrei na cozinha e lá estava meu pai. Descascando laranja. Ele faz uma espécie de vulcão ao modelar o corte da fruta. Criando um recipiente que mais parece um copo natural de laranja. Abri a geladeira e soltei: “pai, tem tanto tempo que não ch, chu, ch, ... (pausa de 15 segundos, olhar fixo sobre a maça que estava dentro da geladeira e mais uma vez tentei) Pai, tem tempo que não chupo uma laranja!” A frase saiu com uma obscenidade absurda. Isso me lembrou tempos remotos em que, ainda criança, temia frases como: “vou chupar uma bala.” Ou “vou chupar um picolé”. Era, pra mim, uma heresia sem tamanho. Não entendia a frieza com que os meus colegas diziam tal verbo. Eu preferia mascar um chiclete ou mesmo tomar um sorvete. Vivia fugindo desse drama cotidiano.
Há palavras que nos remetem a outras interpretações, outras sensações e lembranças. É claro que todas as palavras são significadas sempre de maneira singular por todos que a domina. Mesmo que não a domine. Só de escutar aquele ruído sonoro, cria-se uma imagem, um sentido, uma possibilidade sobre aquele som. Tenta-se, por meio de um avançado sistema de conexões cerebrais, assemelhar ao repertório vivido de cada um.
Lijar, por exemplo, lembra alguma coisa?
Sofluar, nabuzear, gaclonar, quetorir, profucer e profusser. São mais que palavras, são verbos. Mentira! Não são palavras, nem verbos e nem flores. Mas podem ser, se assim for melhor. As inventei. Assim como também posso zumar toda gramática e toda zitografia do português que, mesmo assim, fará o maior caçarol social. É difícil saber a etimologia das coisas, das palavras. Pode ser que eu tenha profusseado (com “ss”) algumas hoje, vai saber. Gispem lartas e colúrias, mas tulhem o que jodular em foita. Pois é dissimulando que criamos possibilidades.

6 comentários:

Johnnys disse...

Preciso de um glossário para esse neologismo!! Marcos, você é muito inteligente! meu sonho é que fosse genético! hehehe

Anônimo disse...

Vc é ótimo!
ah, se marrx estivesse ao meu lado para ver isso com seus próprios olhos...

jhonesgui disse...

Amorey o seu textículo!

Julia Pedreira disse...

hahaha, q figura!

PS: essa verificação de palavras do blogger também tem umas bem sonoras...
no meu apareceu "warthbab"
heuehueh

Larissa Bello disse...

Adoro chupar!!!

Hóspede Póstumo disse...

Eu sempre fico com vergonha quando vou a uma igreja e cantam algo como: "Breve verei o bom Jesus,
E viverei em plena luz;
No lindo céu eu gozarei...
De toda a dor, por Deus, livre serei."


Teve uma vez que pedi pra sair do culto.