quarta-feira, 23 de abril de 2008

Beatos que riem dos que deveriam ser beatificados

Eu não entendo a frieza e a hipocrisia das pessoas.

Às vezes entendo, quando assim ajo.

Mas dessa vez foi demais.

Pessoas que se dizem fiéis fervorosos, rindo da desgraça do padre.

O cara pode ter morrido e por uma morte horrivelmente consciente.

A história é a seguinte, um padre aventureiro, ousou pela segunda vez voar com balões. Desta vez, com 1000 balões cheios de gás hélio. A anterior havia sido com 500.

A aventura, que dizem ter sido por muito tempo planejada, tornou-se cena de terror, quando os ventos mudaram de direção e aumentaram a força.

E o terror virou comédia, quando a televisão mostrou e o povo riu.

“Ah, ele é um louco que não dá valor à vida”.

Escutei isso de alguém altamente católico.

Imagino agora, assim, como esses fiéis mudaram de vocabulário desde o suicídio de Jesus. Aquele louco desvairado...

Vai ver foi assim que ele subiu aos céus.

Eu na verdade acredito em qualquer coisa que me dizem, não sou médico, nem advogado e muito menos jornalista, pra dizer o contrário.

Mas acho que Jesus, o Padre e outros que morrem e são incompreendidos em seu tempo, terão, um dia, algum reconhecimento.

Se ele morreu ou não, mesmo que ele diga o contrário, imagino o quanto ele deve ter sofrido.

Mas acho que está mais fácil beatificarem a criança Isabela, de quem a mídia tanto nos torra.

Encerro aqui meu desabafo e desejo sorte para o padre.

4 comentários:

disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Cimelo disse...

oiê... não vou me espantar se a isabella virar santa e o padre for esquecido. bjos bjos
tinhamu

juliapedreira disse...

concordo q nao devemos rir, não há nada de mais em querer quebrar recordes, mas achei a atitude do padre irresponsável sim, por ter levantado vôo mesmo com mau tempo...

Grazielly disse...

tadinho..fiquei com dó dele! e da isabella lógico..mas tb não aguento mais a mídia falar disso!!
bjus